Início > Viagem > Viagens- considerações gerais

Viagens- considerações gerais

Como prometido, vou começar a fazer posts de viagens aqui no blog. Para isso em breve o layout vai mudar também. Quero que  o novo lay deixe a busca mais prática e a cara do blog mais organizada.  Mas como o tempo é curto e não dá para fazer tudo ao mesmo tempo agora, vou começar com um post sobre o tema pois sem o pontapé incial fica dificíl!

Acho que antes de começar a dar dicas de qualquer lugar, é preciso falar de coisas que servem para qualquer viagem,truquinhos básicos.

Cada um tem um estilo de viagem, e a base de tudo na minha opinião é respeitar isso. Há também viagens e viagens, afinal de contas como comparar uma ida à Paris à um passeio pela Bahia? São coisas opostas.

Eu sou uma viajante que gosta de planejar muita coisa antes por 3 motivos simples: ansiedade, pobreza e falta de tempo.

Ansiedade porque gosto de me preocupar uma vez só com a viagem, que é quando eu compro as coisas necessárias: passagem , hotel, guia etc. O resto do tempo é para curtir, planejar sim mas planejar sonhando e desejando o passeio, sem stress. Por isso, depois que está tudo acertado, eu só relaxo e as pesquisas pré viagem são por pura informação e para alimentar aquele friozinho gostoso na barriga que dá antes de qualquer novidade. E para quê tanto planejamento, por que não deixar para ver o hotel lá, para comprar a passagem uma semana antes, para quê guia? Como eu disse, isso é de cada um. E também depende muito do tipo de viagem. Se eu for para a Caraíva a única coisa que eu preciso é da passagem e do hotel.Não faz sentido comprar um guia, nem planejar milhões de coisas para ficar com a bunda para cima na praia(delícia!) né mesmo? Todo o resto se resolve lá! Mas se você for para Paris sabendo apenas que lá está  a Torre Eiffel e o Louvre, o risco de você deixar de ver muita atração bacana, de pagar mais caro pelas coisas, e perder muito tempo com coisinhas pequenas é grande.  Há também uma grande de chance de você descobrir coisas inesperadas exatamente pela falta de pesquisa e planejamento. Uma mistura dos dois é a melhor pedida. Confesso que lá em casa só tem equilíbrio porque o marido é 100% relax e eu 100% planejada nesse sentido. Um pouco de cada traz o eixo, que costuma virar mais para o lado do  planejamento pois sou eu a “responsável” pelas nossas viagens.

A grande maioria das viagens saem muito mais baratas quando as passagens são compradas com uma certa antecedência. Outra razão do meu planejamento é que muitos  albergues, hoteis BBB e pousadinhas esgotam as vagas logo, e só sobra o caro! Em alta temporada, festivais e feriados então, o quanto antes melhor.Fora o tempão que a pessoa pode perder procurando um hotel sem ter noção de nada. Ainda nesta questão de tempo, se organizar pode render uma boa encomia dele se você  já se sabe qual a estação deve  descer para ir em alguns lugares, o endereço de um restaurante legal, as áreas boas da cidade para badalar, tudo isso facilita a vida, principalmente nas cidades grandes. Por isso gosto de fazer um roteirinho básico, que não precisa ser seguido a risca, mas me dá  idéia do que fica perto de que, o que pode ser  legal e merece a visita ,e o que não faço tanta questão de visitar. Aqui neste Reino, o esquema de férias é bem diferente também, o que incentiva o  planejamento. Você tem um número de dias, que não precisam ser tirados de uma só vez como no Brasil. Como eu trabalho num banco, tem uma regra para os bancos especificamente, que te obriga a tirar pelo menos 10 dias úteis consecutivos.Mesmo assim, tirando 2 dias aqui e dois acolá dá para passear muito, tendo em vista a curta distância entre os países europeus. Por isso tempo é um problema para mim. Pois conhecer uma cidade em 3/4 dias sem planejamento algum é furada. Sabendo pelo menos o que  é prioridade para nós e tendo noção de espaço o tempo fica maior. Pense bem,  voltar de um lugar que você sempre quis conhecer sem fazer uma coisa que sempre desejou é muito chato. Então, na minha humilde opinião, planejar sem pirar é bacana. Não precisa virar uma planejadora compulsiva e fazer planilha tornando a viagem um trabalho, mas pesquisar e ter noção do lugar que irá conhecer faz parte e eu acho que é um passo importante para ter umas férias bem sucedidas.

Agora a questão é, aonde planejar???

Eu uso a internet mais que tudo. Amigos que já foram ou moraram no local sempre dão as melhores dicas. Se for ficar na casa de alguém melhor ainda pois os “locais” sempre sabem tudo que está acontecendo de mais legal! E por fim os guias. Sempre compro um guia que tenha pelo menos um mapa da cidade. Só uso para dica de hospedagem quando não encontro nada a respeito na  net. Lugares muito remotos costumam ser um problema para pesquisa online e os guias salvam neste caso. Também é nele que encontro frases prontas para lugares com idiomas muito complicados, e uma breve explicação histórica sobre as atrações. Geralmente os guias tem  boas dicas de restaurantes, com preços variados.

Costumo comprar sempre os mesmos guias. Uma dica dos que mais uso para vocês:

Guia visual da folha- Esse é o guia basicão, todo mundo que gosta de viajar já teve um na vida. O que eu adoro nele é que além de ler, dá para ver tudo pois tem muitas fotos. As explicações históricas são muito boas, tudo muito bem separado e fácil de entender. Os mapas são bem bons em relação ao dos guias em geral, embora eu sempre faça questão de um mapa mais detalhado do centro da cidade.Mas é um guia para turista, não viajantes. Não tem dicas de restaurantes mais simples, hotéis baratos, albergues, dicas de conhecer o lugar como os moradores , etc. Mochileiros como yo se ferram bonito quando contam somente com ele. Também tem o ponto negativo de ser super pesado e difícil de carregar na bolsa. Apesar de tanto ponto negativo eu tenho muitos guias desta linha pois como costumo pesquisar e reservar algumas coisas com antecedência, acabo tendo um guia para ler um pouco mais da história dos lugares, para ter mapas, e algumas informações práticas que precisamos quando estamos no lugar, e nisso ele é bom. As fotos também são um ponto a mais para ele. Tem em português.

Rough guide-  Ótimo guia. Os únicos pontos negativos dele é que quase não tem mapas e fala pouco de história. Mas acho que este guia consegue abranger bem todos os tipos de dicas,de mochileiros à turistas. Tudo muito resumido mas bem completo. É um guia que gosto de comprar quando não planejei quase nada (oi Bergen!) e preciso de todo tipo de dica concentrada.Tem em português.

Lonely planet- o queridinho dos mochileiros! Ele tem mapas e mais mapas, dicas miseravonas, e muita informação para quem quer conhecer o lugar como viajante e não turista. Eu tive uma experiência ruim pois meu único guia deles foi o da Tailândia e achei que faltou muita coisa nele. Depois li umas críicas descendo a lenha nesta esdição. Serviu demais, pois apesar de ter pesquisado muito e saber como me comportar, aonde ir e aonde não ir, etc. nós deixamos para reservar hotéis e comprar algumas passagens lá por ser melhor financeiramente e por querer relaxar também, então para isso ele quebrou um galhão. Mas os mapas são ruins e achei que eles se apegam tanto nas informações práticas, dicas de sobrevivência e tals que esquecem de outras coisas essenciais como a história do local por exemplo. Mesmo assim ainda vou arriscar um outro qualquer dia. Inacreditávelmente, um dos guias mais famosos do mundo não tem em português. Se alguém souber que tem me avisa!

Top 10- É um guia reduzido do visual da  Folha contendo os 10 mais de tudo do local. É pequeno, fino e prático. Como é uma espécie de mini guia não dá para esperar grandes explicações e informações dele. Mas cumpre muito bem a proposta de resumão.

Busca online:

Europa de Mochila-comunidade do orkut: Sei que o orkut anda esquecido, mas para viagens na Europa esse é o lugar de melhores dicas. A comunidade é muito organizada e conta com um grupo fiel que sempre ajuda com dicas assim como os puxões de orelha em quem sai abrindo tópicos repetidos e fazendo perguntas sem pesquisar. A dica aqui é fazer pesquisa antes de qualquer coisa pois os assuntos mais batidos já tem resposta e informação suficiente!

Dicas imperdíveis de viagem-comunidade do orkut: outra comunidade no orkut que tem dicas muito muito boas! O foco é diferente da comunidade anterior pois eles dão dicas mais “adultas”  e não tão focadas no preço barato das coisas, mas tudo muito acertivo. Também tem o mesmo esquema de super organização da Europa de Mochila, e apesar de ser chato é isso que faz ammbas comunidades um sucesso. As informações ficam concentradas e fáceis de encontrar.

Tripadvisor: Excelente para saber sobre hotéis, agência de viagens e Cia aéreas. Eles tem fóruns e opiniões de quem já foi e tem algo a dizer. Dificilmente eu reservo um hotel sem conferir lá antes. Tem algumas versões, eu naturalmente costumo usar a do Reino Unido.

The world walkers:Uma espécie de site de relacionamentos voltado para viagem. Como ainda está começando não tem sobre toooodos os lugares do mundo mas tudo é bem detalhado pois você faz um diário de bordo, contando o que fez dia por dia. Muito bom!

Bloguesfera: Tem muito blog de viagem por aí. É difícil indicar um, pois existem muitos que foram criados na empolgação para uma viagem dos sonhos e nunca mais recebeu updates, ou gente que desiste no meio do caminho, mas as dicas ficam lá para sempre. Mas um bom começo é o exblog agora site Viaje na viagem.

Google: pai dos burros do mundo moderno.

É isso gente! O texto ficou enorme e por isso nem vou colocar fotos.Aliás, os posts de viagem serão sempre grandinhos mesmo. Espero que gostem!

ps: este post é programado, estou na estrada! Se por acaso algum comentário ficar aguardando moderação é só esperar um pouquinho que quando voltar liberarei!

Anúncios
Categorias:Viagem
  1. Lilica
    setembro 20, 2010 às 09:42

    Oi Liliii, q saudades de vc!
    Olha ai a nossa comunidade!
    Por indicaçao sua add às minhas comunidade essa de Dicas Imperdiveis de Viagem.
    Por acaso a srta vai para Oktober? Nao sei quem comentou q vc iria!
    Bjos

    • setembro 20, 2010 às 10:25

      Lindona, nunca poderia deixar de citar a Europa de Mochila, que é minha fonte numero 0 de pesquisa para viagem! E infelizmente não vou a Oktober… Eu queria ir, mas os preços estavam totalmente absurdos quando vi.Ano que vem vou sem dúvida, vamos combinar!Saudades de vc tb!!! bjs mil

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: