Início > Filosofia de botequim, Uncategorized > E a gente amadurece

E a gente amadurece

Pois é , eu sempre falo de mudança aqui, pois ela é a única certeza da minha vida.

Estou sempre mudando!

E as vezes quando falo isso as pessoas pensam que sou volátil , mas não. Mudança é amadurecimento.

É assim que eu vejo.

Ai de mim se eu ouvisse New Kids on the block para o resto da vida.

Mas ao mesmo tempo quando ouço, me lembro do já fui. É bacana.

Ao mesmo tempo, tem coisa que nunca muda.

Eu, provalvemente, sempre vou gostar de Guns N’ roses e Nirvana.

Acho bom não mudar isso.

E assim é para tudo na vida , né não?

Tenho notado uma mudança enorme na minha maneira de vestir.

Estou numa fase super econômica, querendo usar o que tenho, combinando as coisas sem precisar sair as compras para isso.

E ando super nervosa com as estampas de coraçãozinho, lacinho, bolinhas do meu guarda roupa

Não vou me desfazer de nada, quero aprender como usar essas coisas na nova fase.

Acho que tudo isso é um fruto do que estou aprendendo, vendo, lendo, tanta informação na minha cabeça!

Hoje dei para analisar minha maneira de vestir com o que vivi na época, e vejo claramente como a gente reflete o que é, e o que está vivendo na hora de vestir.

E é assim que deve ser. A nossa maneira de vestir tem que refletir um pouco do que somos, tem que ser uma forma de expressão também.

Lembra de quando todo mundo usava tal tênis, ou tal marca e você também?

Isso só relfete o seu desejo de ser igual, de fazer parte de um grupo. Qual adolescente não viveu essa fase?

Pensa bem como você se vestia quando começou a notar os meninos a sua volta?

As roupas mostravam mais seu lado mulher do que menina, não é?

Porque é isso que a gente passou a ser!

E quando você começou a faculdade?

Os publicitários se encheram de cores, os advogados de terninhos, e por aí vai.

Uma coisa é o espelho da outra.

Por isso eu mudo sem culpa.

Eu é que não quero ser a mesma para sempre.

A essencia continua, mas o resto pode evoluir!

Anúncios
  1. novembro 22, 2010 às 23:13

    Lindo post! Vestimos aquilo que somos. Acho tããão chato falarem “ai, eu não sigo a moda” ou “a moda quer impor tal coisa pra mim”. As pessoas esquecem que são elas que escolhem o que vai dar certo ou não de acordo com aquilo que o coletivo vive. Dentro dessas opções acabamos escolhendo por aquilo que nos define como individuo, como histórias, passado, presente, futuro, uma mistura de informações. Nada mais comum acontecer isso com você em um momento cheio de informações, pesquisas, coisas novas… às vezes eu me pergunto se um dia isso vai acabar, porque também sou uma eterna mudança. Mas não sei se quero que acabe, pois não quero parar de amadurecer. É tão gostoso aquela sensação de que acrescentou algo novo né?

    Muitas mudanças pra você!
    Beijos,
    Dani

    • novembro 23, 2010 às 20:36

      “As pessoas esquecem que são elas que escolhem o que vai dar certo ou não de acordo com aquilo que o coletivo vive” Adorei! É muito verdade! Vc vive a moda mesmo sem saber.
      bjs!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: