Archive

Archive for the ‘Cabelos’ Category

Óleo Trichup

janeiro 20, 2012 6 comentários

Ainda no assunto cabelos, como ano passado meu cabelo caiu mais que tudo, testei vários produtos milagrosos diferentes.

Antes de mais nada, produto milagroso não existe. Em relação a queda muita coisa funciona porque mais de 50% das quedas de cabelo vao embora do mesmo jeito que vem , e se procura um produto milagroso justamente na hora que ela está” predestinada” (ha!) a ir embora. E aí você fica achando que é o produto maaaa non, foi a natureza e seu fluxo,hihihi. Na verdade muitas coisas podem causar a queda, como o uso de determinado antibiótico , por exemplo. E quem sabe disso? Quase ninguém!  Se você não for ai médico, dificilmente vai advinhar o motivo pois geralmente a queda ocorre de 1 a 3 meses depois do uso do antibiótico, do interrompimento do uso de pilula contraceptiva, de um stress muito grande na vida, etc. Então a gente nunca liga a queda a estes fatores exatamente por eles já estarem no passado. Mas mesmo sabendo de tudo isso euzinha aqui comprei um produto num site indiano para testar. O óleo Trichup. Comprei neste site aqui, que entregou mais rápido do que pensei e cobrava um preço bem mais barato do que os outros lugares que vi. 

O carro chefe da marca não é este óleo, que é usado apenas para controlar a queda. O principal é um óleo normal deles, que promete dentra outras coisas melhorar a queda. E é por causa dele que resolvi fazer um post sobre o Trichup. Algo me diz que ele será o novo Argan Oil 🙂

Eu usei o tal óleo muito desconfiada, pois sei que oleosidade é um fator de queda de cabelo. E no dia meu cabelo estava meio oleosinho já. Quando usei meu cabelo já não caia como antes. Eles recomendam que se passe a noite com o óleo, mas eu jamais faria isso! Primeiro que o cheiro não é lá essas coisas e segundo que óleo a noite toda num cabelo oleoso é demais para mim.Por isso fiquei algumas horas e tirei.Ah, e falei que tem que passar na raiz? Pois é, muito estranho para mim! E o cabelo caiu, caiu, e caiu quando penteei no banho. E eu que normalmente me desespero com isso só conseguia rir de mim mesma. O cabelo que tinha parado de cair voltou a cair com um produto que combate a queda,rs. Mas  meu cabelo estava sujo demais, coisa que nunca acontece pois tenho pânico de cabelo oleoso. Aí que eu resolvi testar de novo com o cabelo limpo, e foi ótimo.Não caiu nem ficou oleoso depois de lavar! Minha conclusão é que ele fortalece sim o cabelo, mas não impede a queda que em 90% das vezes vem de dentro e não de um fator externo. Mesmo assim acho válido usar uma vez ou outra para dar força, e acredito que o óleo original deve ser ainda melhor!

 

 

De piu piu a Leoa

Quem tem cabelo fininho, liso e pouco sabe o desespero que eh para deixar o volume da juba em dia.

As brasileiras tinham uma certa tendencia a alisar tudo que enrolava e baixar tudo que tem volume, mas eu sei que as coisas estao mudando hoje em dia! E gente, quem nao tem cabelo para dar e vender sofre! Eu nao costumo usar produtos para dar volume no cabelo todo dia, mas pelo menos uma vez por semana sim.

Vamos ao que interessa, os varios produtos que eu uso para sair de piu piu a Leoa!

E vou contar, o resultado eh muito incrivel. Se contar para muita gente que eu nao tenho toneladas de cabelo ninguem acredita.

Numero um na minha vida eh controlar a oleosidade, que da uma baixada legal no cabelon.

E para isso meu shampoo do dia costuma ser o para cabelos oleosos.Uso o Bain Clarifiant da Kerastase.Quando o cabelo esta numa fase mais tranquila eu uso um para raiz oleosa e ponta seca, o Bain Divalent tambem da Kerastase,mas como esta curto ha alguns meses(sim!) nao tem necessidade.

Os produtos todos da John Frieda para volume sao fantasticos! Alias shampoo de volume eh algo que deixa meu cabelo bem oleoso no dia seguinte, e de todos que ja usei ,esse da linha de volume da John Frieda eh o menos pior. Ainda nao achei um ideal, mas esse eh o melhor que testei, sem duvida. E o produto volume refresher eh maravilhoso! Como os tais shampoos a seco nunca fucionaram comigo, essa eh uma alternativa boa para dar de volta um voluminho no dia seguinte a lavada.

Outra marca otima e que so conheci ano passado eh a Lee Stafford! Ele eh um desses cabeleireiros/celebridade que acabaou tendo a propria marca.Ele tem varios produtos para volume e so testei o shampoo e o cashmere cushion , que da volume sem ficar oleoso e da um efeito mate no cabelo incrivel, adorei muito mesmo! Ja o shampoo e condicionador para volume deles eh otimo e funciona bem no dia, mas deixa oleoso no dia seguinte.

Agora de todos testados o mais bacana que descobri ano passado foi o Fat hair 0 calories. Eh um spray para engrossar o cabelo muito muito incrivel! E logico que cabelo oleoso nenhum do mundo resiste a 2 dias com varios produtos, mas esse eh o que menos prejudica a oleosidade de todos. E o cabelo nao fica so volumoso, fica grosso mesmo, muito bom! Essa eh uma marca praticamente voltada a volume e assim que der uma baixada na minha colecao de produtos vou comprar mais coisas do Fat Hair para testar.

Outra nova descoberta que virou hit no cabelon eh o waving wand da Babyliss .Nao eh exatamente algo para dar volume, da mais forma mesmo, mas vale mencionar ja que o assunto eh cabelo! Tinha uns pontos no cartao da minha amada Boots e resolvi gastar com algo novo para a cabeleira. E acabei comprando este styler da Babyliss. Ele tem um formato achatado e eh de longe o Babyliss que mais tenho usado. O convencional esta largado ha um tempo! Ele eh perfeito para usar depois de secar o cabelo com difusor e dar aquelas ondas mais largadas , sem cara de muito feitas. Eh muito muito bom mesmo, recomendo!

E ainda no assunto cachos, outra nova descoberta que estou amando eh o Curl reviver da John Frieda. Nao eh novo mas nao conhecia. E afirmo que ele faz cachos no meu cabelo que eh liso simplesmente usando e amassando, sem usar mais nada. Eh bem bom tambem!

 

Secador iônico

maio 30, 2011 2 comentários

Gente, dia desses fui comprar um secador novo e me deparei com uma tecnologia totalmente nova para mim, o secador iônico.
Na verdade já havia visto um comercial sobre isso há alguns anos e dei muita risada achando ser o maior papo furado da história da beleza.
E o que ele promete?Diminuir o frizz e aumentar o brilho  através do choque entre os íons negativos e positivos, reduzindo a eletricidade estática.
E eis que anos depois, comprei um secado iônico!
A história é longa, sou eu né?
Desde do ano passado que tento encotnrar um difusor que se encaixe no meu secador. Comprei um antes de Natal, e na confusão das entregas loucas de Natal,
nunca recebi o dito cujo. Ai que este ano resolvi tentar de novo, o difusor chegou super lindo e… não cabia no meu secador.
Devolvi e desisti, pela segunda vez.
Mas meu cabelo tem caído DEMAIS, muito desesperadamente.
E aí que nascem fios novos e o cabelo fica cheio de fios alternativos pulando para cima, um saco!
Resolvi matar 2 coelhos com uma cajadada só e comprei um secado iônico com difusor!
O preço nem é tão a mais que só o difusor puro, e no final das contas, me encantei muito mais com essa tecnologia nova do que com o difusor em si.
Meu cabelo fica mil vezes menos arrepiado quando seco com ele, fato!

O meu é o Remington Pro Ionic , este aqui, recomendo muito:


Chuva de íons.

Elseve reparação total 5

abril 4, 2011 6 comentários

Eu sei que muita gente já deve ter visto opiniões mil dos produtos desta linha por aí, mas a diferença é que aqui o post não é pago,hehehe.

Acontece que eu ganhei alguns sachês da máscara da Elseve reparação 5 há séculos e só há pouco resolvi testar.

E para minha surpresa, adorei!

Sou meio chata para produtos de cabelo porque não vou ao salão semanalmente, nem mensalmente,nem anualmente, nem nunca para fazer outra coisa que não seja cortar o cabelo. Logo meu pouco investimento capilar é comprar bons produtos de uso diário, e realmente funciona muito! Pontas duplas nunca mais!

Enfim, eu achei que o cabelo ficou bem hidratado, brilhoso e não oleoso.

Eu acho que usaria essa máscara como condicionador numa época como verão , quando o cabelo fica mais acabadinho.

Ainda não troco essa máscara pelo meu mais novo amor Moroccanoil, mas curti!

E antes que me esqueça, desculpe pelo sumiço gente.

Voltamos a programação normal!

 

Moroccanoil Intense Hydranting Mask

fevereiro 16, 2011 12 comentários

Todo mundo fala da linha do Moroccanoil mas eu ainda não tinha testado.

Costumo comprar produtos de cabelo numa outlet ótima que vende de tudo um pouco.

Além de preço bom, posso conhecer novos produtos e sair da mesmisse.

Talvez por isso estava(e ainda estou) lotada de produtos para cabelo, um absurdo!

Mas a tal da máscara capilar foi o único produto que acabou.

E visitei minha loja BFF  algumas vezes e nada de mascara para comprar.

Quando isso acontece, costumo comprar a da John Frieda que é super boa e barata.

Mas desta vez resolvi gastar um pouco mais. Só vou ao salão para cortar o cabelo e fazer sombrancelha,

todo resto faço em casa, então nada mais justo do que me presentear com algo melhorzinho de vez em quando.

A princípio não sabia qual das duas máscaras da marca comprar.

A de tampa laranja parece uma versão super power da mascara de tampa marrom.

O meu cabelo está longe de ser seco(pelo contrário), virgem total de coloração e química, então achei que o de tampa laranja seria demais.

Resolvi arriscar no mais simples e mais barato também.

E valeu MUITO a pena gastar meu rico dinheirinho !

Já conhecia o óleo da marca, que é super bom mesmo, mas óleo não me convence tanto quanto  produtos cremosos.

E arrisco dizer que ele vai durar mais que o dobro de qualquer outra máscara que já tive.

É super consistente, com pouco já dá para fazer uma festa.

E a diferença é realmente visível, muito bom!

Meu cabelo é oleoso, mas como está super longo tenho que cuidar para que as pontas não fiquem secas.

Apesar da oleosidade , resolvi colocar um pouco do creme beem pertinho da raiz, coisa que eu NUNCA faço.

Mesmo assim a raiz não ficou pingando óleo, aguentou 2 dias sem lavar sem ficar com aspecto oleoso(coisa que nunca acontece quando

hidrato), enfim, tudo de bom.

Eu não tenho uma coisinha sequer para falar mal, nem mesmo o preço pois acho que o produto vai durar mais que os outros.

Nota 1000 para mim!

Evolução capilar

outubro 1, 2010 16 comentários

Da última vez que cortei o cabelo tiveuma vontade de pintar pela segunda vez na vida. Sei lá, me deu uma sensação de que estou numa mesmisse capilar, sabe?Foi aí que comecei a fazer um filme dos meus vários cabelos, e apesar de só ter pintado uma vez, já tive muitos cortes diferentes. Vamos acompanhar minha evolução.

Digamos que tudo começou, do zero. Zero mesmo, nasci sem cabelo para o desespero geral da minha mãe, avó e tia. Todas adoram pendurar uma melancia na cabeça e não viam o momento de me transformarem em árvore de natal versão pocket. Aí eu vim careca para dificultar a missão.

Mas alguns anos depois tudo se resolveu. Estava eu toda de paetês, tule, penas e pagando peitinho, e com algum cabelo. E mamis já fazia miséria com esse titico de penugem.

Depois veio a fase penteados. O cabelo estava maiorzinho e mamis se fazia.

E nessa fase mesmo eu era a feinha mais linda de todas, pode falar que você nunca viu um jacaré de 4 olhos mais fofo antes, rs.

Uma palavra resume essa fase minha. Piolho! Quem não teve um Joãozinho por causa de piolho teve sorte.

Essa é a era Romeu. Todo mundo da minha geração passou por uma tristeza dessa de ter um pinico na cabeça. Até que o meu pinico não era tão mal assim.

Aqui o pinico já tinha virado balde. O cabelo estava crescendo. Pausa para comentário: papai é muito gato!

Desta fase até meus 16 anos é só tristeza gente, juro!

Depois dessa fase quem achou que não iria piorar se enganou totalmente. Uma mistura de as panteras com Chitãozinho e Xororó toma conta das cabeças. E como se não bastasse isso, esta foi minha idade de mudanças hormonais.10 aninhos de idade. Uma tempestade de fios alternativos. O meu corpo ainda não sabia se queria cabelo cacheado ou liso. Na dúvida, ficou com os dois. Espero que admirem minha coragem pois essa é a foto que eu mais odeio de todas tiradas nos meus 31 anos de vida. Espero que se recuperem do choque. Não tentem isso em casa. Misericórdica, senhor.

Sem maquiagem e sem secador o cabelo ficava assim ó. E nem me venha falar do poder da maquiagem e do salão na vida de um ser humano. Eles também podem ser usados contra você.

Ainda pode piorar amigos. Sim, o espírito da Bossa nova baixou em mim e decidi virar Joyce aos 15 anos.

Depois disso a sanidade tomou conta do meu ser pela primeira vez e resolvi ter um cabelo de gente. Adoro esse corte pois dava uma impressão de cabelinho de época, o corte ajudava a parte de trás a ter um voluminho. Esse foi mais ou menos nos meus 18 anos. E esta mesa com a bagunça generalizada é do meu pai, de quem herdei o DNA da bagunça. Vejam como me sinto em casa no meio do vucovuco.

Fiquei um bom tempo com esse cabelo e algumas poucas variações. Sou carnavalesca, não nego e serei até quando puder. Nessa  fase (que faz parte de uma variação da anterior,cabelo parecido mas deixando crescer) eu sonhava em ser a primeira mulher fruta e minha perna estava quase igual a do Roberto Carlos. Dura como uma parede e como eu gostaria que estivesse hoje. O cabelo não era prioridade e o secador passava longe. Acho que nesta eu tinha meus 20 anos. Bons tempos.

Meses antes da formatura virei Madalena arrependida com um cabelo reeeeeto, lisérrimo e super longo.

Pouco tempo depois eu entrei na fase da tesoura. Foi o trauma da fase Madá. Todo mês cortava o cabelo! E logicamente, ele foi encolhendo.

E encolheu até voltar a estaca zero. Foi a única vez que pintei o cabelo, para chegar a triste conclusão que meus fios não aguentam muita química. Só tive coragem pois cortei super curto e a manuntenção é moleza.  Eu gosto muito desse cabelo curtinho para mim, mas hoje faria com uma franja mais longa e a parte de trás mais curta. A cor também me agrada, mas ter um cabelo virgem de novo deu um super trabalho. Essa foto foi no meu aniversário de 23 anos. Meu namoro com Klaus estava no início aí, muito engraçado ver como já faz 8 anos!

Depois deixei crescer. E é um sofrimento deixar um cabelo curtíssimo crescer.Graças a Deus que o meu cabelo cresce feito grama, então depois de poucos sofridos meses já deu para ter um corte definido de novo. Esta foi minha última foto como moradora de Vitória. Minha última noite no Brasil antes de vir a Londres.

E esta foi uma das primeiras na terra da Rainha. O cabelo fica diferente aqui.

6 meses depois meu cabelo cresceu bastate. E eu também.Virei plural e aumentei até de sujeito saindo de “eu” para “nós”. O casamento foi para 15 pessoas, o vestido foi da topshop, não tínhamos um puto para nada e até hoje me pergunto como fizemos a festa para essas 15 pessoas. E mesmo assim foi um dos dias mais felizes da nossa vida. Porque para a cerimônia acontencer só é preciso 3 coisas: um casal que se ama, alguém que dê a benção e uma testemunha. O resto é resto.

Nesta fase a gente saía todo dia, toda hora, todo minuto. E eu trabalhava em média 60 horas semanais(acordando as 4 da matina) e estudava. A vida era um loucura, a gente era feliz e sabia. Mas não tinha tempo pra cabelo, roupa, maquiagem, nada. O tempo que sobrava era para curtir a vida! Essa foi a minha fase de descoberta dos chapéus, gorros e similares.

O cabelo cresceu e a minha busca por um profissional perfeito para cortá-lo começou. E como não arriscava mudar ia deixando o cabelo crescer e crescer. Achei um que era ok, e cortei a franjinha.

A franja cresceu e o cabelo ficou enorme como nunca dantes.

Eu sinto saudade do cabelon. Assim como sinto da fase Joãozinho. Geminiana, né gente! Normal.

Ai tudo mudou na minha vida. Em 2008 minha querida colega de trabalho me indicou um salão. E eu já cansada dos salões brasileiros resolvi arriscar. A verdade é que eu achava idiotamente que os salões daqui tinham uma certa dificuldade com cabelo que não seja super liso. Ou com pessoas que não querem o cabelo super liso. Mentira. Só tinha ido a profissional brasileiro com esse pensamento e acabei na mesmisse dos brasileiros daqui. Também achava que pagaria uma fortuna a mais. Mentira que eu pago um pouco a mais. Só não entendo porque tantos profissionais brasileiros que estão aqui não fazem cursos e atualizações. Meu cabeleireiro no Brasil era maravilhoso e sempre teve idéais modernas. E aqui com tanta oportunidade tem gente que para no tempo. Vai entender. Mas voltando, acheia Sophie e fomos felizes para sempre! Esse foi o primeiro corte que ela fez em mim.

Um tempo depois fui ao Brasil e passei a tesoura. Charles, meu cabelereiro, amigo e piadista de todas as horas não teve pena e tosou.

É um milagre que exista uma foto minha no Brasil sem uma cerveja ou caranguejo na mão.

Pena que toda essa revolta do meu cabelo só durou enquanto havia umidade. De volta a Londres o cabelo ficou essa coisiquinha murcha.

Depois ele cresceu e cresceu, ficou super reto como estava antes de ser cortado.

E agora está desse jeito que vocês já sabem! É só olhar um dos milhões looks do dia.  A verdade é que fazendo essa restrospectiva a gente vê que assim como as roupas, os cabelos evoluem de acordo com o que acontece na nossa vida. Eles vão acompanhando as nossas mudanças e as diferentes realidades a que somos expostas. E fico imaginando agora, como estarão os meus fios em 10 anos?

Categorias:Cabelos Tags:

Perfume de cabelo

setembro 22, 2010 4 comentários

Se você vai para a balada, ou para o rock como nós capixabas dizemos, e volta com o cabelo cheiroso como um maço de Malboro, seus problemas acabaram!

Sim, a marca Paul Yacomine tem uma linha de perfumes para o cabelo!

Até então, só conhecia produtos como o After party da Bedhead, que são cremes, ou shampoos/condicionadores com potencializadores de cheiro(que á Éh! do Brasil tem), mas nada como perfume propriamente dito.

Devo confessar que não conhecia a marca Paul Yacomine até uns meses atrás quando comprei um shampoo e condicionador deles na Tkmaxx.

Era um potão gigante e resolvi testar, já que nesta loja tem muita marca boa e muitas delas são desconhecidas para mim.

O shampoo e o condicionar são muito bons, mas o que realmente me deixou louca neles é o cheiro. Gente, o cheiro é delícia demais, absurdo de bom mesmo. E aí dei uma googleada sobre a marca e descobri que eles tem perfume para cabelo. Fiquei tentanda! Aqui não tem esse problema de cheiro de cigarro pois é proibido fumar em locais fechados e até alguns abertos. Mas no inverno,  sou obrigada a usar secador no cabelo sempre para não ficar gripada dia sim dia não, e o secador tira metade do cheiro bom de qualquer shampoo.

Aí lendo um pouco mais sobre o assunto, descobri que as marcas brasileirias Tânia Bulhões e Tânagra também tem perfumes capilares. Achei muito bacana pois ninguém merece cabelo com cheiro ruim! E pior ainda é lavar o cabelo antes de sair e horas depois ter que lavar de novo, pois dormir de cabelo fedorendo é uó! Fede o quarto, o travesseiro e tudo mais.

Alguém já testou?

Se testou conta para gente!

Vocês comprariam? Eu sim!