Archive

Archive for the ‘Viagem’ Category

Novidade!

dezembro 5, 2011 2 comentários

Ehh , finalmente resolvi abrir mesmo um blog novo de viagem!

Sempre quis isso, abri um em 2008 e outro em 2009 e nao levei nenhum dos dois para frente.

Pensei em colocar um canal de viagens aqui mas acho que nao tem nada a ver.

Sem contar que teria que mudar tudo no blog, profissionalizar a coisa de um jeito que nao quero.

No momento estou colocando posts de um desses blogs antigos que nao foi para frente.

Aos poucos, bem poucos mesmo, vou atualizando o blog com as minhas viagens.

As dicas de Londres ficarao la tambem!

Quem quiser visitar ,sera um prazer!

Clique aqui para ver!

 

Fazendo as malas

outubro 26, 2011 2 comentários

Se tem uma coisa que sempre gera muitas interrogações eh a tal da mala.

Nas minhas viagens de final de semana não despacho mala, levo só a de mão mesmo. Mas acontece que as companhias low fare daqui exigem que a mala de mão seja de um tamanho específico(geralmente menor do que as “normais”), e cada um tem suas medidas exigidas, e tem que caber TUDO nela, até bolsa de mulher.

E na mala de mão “européia” os líquidos são restritos e tudo tem que caber dentro de uma sacolinha e nada dentro dela pode ter mais que 100 ml.

E batom entra na dança também!

Mulheres vaidosas, tremei com as exigências aeroportísticas européias, britânicas então nem se fala!

Mas não é tão difícil quanto parece.

Vou mostrar para vocês minha mala da última viagem para verem que dá para levar quase tudo e ser feliz com uma mala de 56 x 45 x 25cm.

Bom, para começar, eu costumo levar tudo quase contado. Levo 2 blusas de sobra e uma legging preta se já não estiver no esquema. E uma das blusas de sobra tem que ser branca ou preta lisa, bem simples. Porque mulher é fogo, né gente? Nós amamos muito uma roupa num dia e no outro odiamos. Então um básico sempre salva nessas horas de ódio inexplicável.

Outra  coisa que sempre faço é provar os  “conjuntinhos”.Tática antiga, uso desde adolescente,rs.

Acho que já elimina muita roupa pois já dá para ver o que vai com o que. No meu caso eu já fecho os looks todos. Ganho tempo na viagem e espaço na mala. E provo tudo, desde a meia calça até o brinco, juro.

Então vamos a mala.

Primeiro os acessórios:

Costumo levar acessórios bem exagerados e que fazem o look, porque as roupas de viagem devem ser confortáveis, pelo menos para cidades onde se anda muito,então o diferencial fica nas cores das roupas e nos acessórios. Neste levei 3 colares. Um longo e dois mais curtos. Os 3 são marcantes e lindos e podem ser usados com diferentes roupas que levei. Assim se no dia eu achar que não ornou dá para trocar. Anéis também todos enormes ! Poucos mas bons. E pulseiras, muitas!Ando numa fase pulseira total, por isso levei muitas, mas só não usei uminha.

Cintos também sempre vão. Costumo levar até mais. Pela mesma razão dos outros acessórios, eles podem mudar a roupa toda e não ocupam muito espaço. Já as bolsas, exagerei, confesso. Tem uma preta e uma marrom, mas costumo levar uma só. E funciona bem levar uma só, afinal são só 3 dias.

As roupas:

Eu uso muito muito short. Em qualquer época do ano! E lá estava bem frio, mas mesmo assim uso muito. Nada que uma meia bem grossa e uma bota não resolvam. Levei um short preto e um verde.

Uma saia de onça , a legging preta(que nem foi usada) e uma jegging que não está na foto.

De blusa levei  uma com muito brilho, mas quentinha, uma  de tricot clara basicona , uma camiseta preta com brilhos, uma camisa branca , uma t-shirt e uma camisa branca básica justa. Só não usei a preta brilhosa.

Como o lugar estava frio, os casaquinhos sempre são super importantes. Aí levei um cardigan preto e um bege(que não foi usado), uma jaqueta jeans e um colete de couro.

Também foram um casaco de pena estilo edredon, rs!, e uma jaqueta de couro.

Esse exagero de casacos é porque a temperatura oscilou entre 14 graus com sol(ok) para 0 graus a noite(frio). Então levei um casaco de meia estação, o de couro, e um de pena para o frio. Pois se tem algo que aprendi  é que fome,frio e pé doendo sao as 3 coisas que mais aborrecem em viagem!

Cachecol  nunca pode faltar. Levo sempre! Um preto básico e um de onça.

Agora o drama maior, os líquidos.

Com o tempo a gente aprende a lidar com isso e compra tudo em versão menor. Eu tenho uns mil potinhos para colocar tudo.

Nessa sacola tem que caber todos os líquidos. Nela tem creme de olho, creme noturno anti idade, hidratante/filtro do dia, creme anti machas, 3 batons(um cor de boca,um vermelho e outro rosa), óleo de cutícula, shampoo e condicionador, hidrante corporal,base(que não está na foto, mas foi comigo) rollon para desinchar olho, corretivo, demaquilante e lipbalm. Faltou o perfume que precisa ganhar um potinho pequeno para caber na sacolinha, a pasta de dente e o desodorante que foi na sacola do marido. Agora que descobri meu sabonete facial em pó descobri a vida. É um pote a menos da sacola, rs!

E no necessaire de maquiagem vai o curvex, uma paleta que tem tons nudes e pretos, mais perfeita para viagem impossível, pincel de base, de blush , de sombra e de esfumar, delineador em caneta e  lápis cor da pele para dar  aquela cara de estou acordada quando o cansaço bater. Blush rosa NUNCA falta na mala e um com brilhos para usar tanto no olho quanto como blush iluminador.

Um corretor de maquiagem ótimo, e uns discos removedores de esmaltes que também nunca faltam!

Para os pés levei 2 botas, mas dá para ir com uma só tranquilamente, e uma havaianas velhinha que nunca falta.

Também levei várias meias , de estilos e cores variadas. Elas vão encaixadas nos cantos da mala, dentro do sapato etc.  Roupa de dormir e roupa íntima é muita informação, então cada um que leve o que achar melhor, rs.

Eu levo uma mala que tem extensor porque se encasquetar que quero trazer alguma coisa do lugar visitado , pago o extra e despacho a mala. É isso , gente! Nos proximos posts tem os looks desta mala para voces verem na pratica que da para viajar sem abandonar seu estilo do dia a dia e sem levar uma mala gigante!

Categorias:Aleatório, Viagem

Só para dizer oi!

maio 17, 2011 8 comentários

A intenção era atualizar o blog com um super post sobre cursos de moda em Londres, mas o tempo está curto,endereços do worpress e blogsopts da vida bloqueados no trabalho,nem se não tivesse não daria tempo de muita coisa, tá dureza meu povo!

E como estou lotada de foto da Irlanda para postar,vai esse look do dia para não deixar o blog entregue às moscas!

Esse look é para provar que mesmo levando uma malinha de mão com tamanho super limitado que a miserável da Ryanair libera sem cobrar, dá para ter várias combinações diferentes com pouca roupa. E olha que é pouco mesmo, são 10 kg numa mala de mão menor que o tamanho padrão, e a bolsa normal de mulher já conta como mala, TUDO tem que caber na bagagem de mão.

Depois vou postar outros looks da Irlanda para vocês verem!

Essa foto foi tirada na frente do maior ícone de Dublin: Temple Bar!

Eu acho super divertido que um pub seja a atração turística numero um de uma cidade.Os intelectuais mal humorados podem até discordar, mas no fundo eles sabem que essa é a verdade!Que Trinity College que nada!

E isso traduz muito o que é a Irlanda, pode até ter uma natureza linda,muita história, mas no final tudo acaba  em Guinness !

E esse look não é dos mais especiais, mas mostra um artifício muito usado por mim nas viagens: acessórios!

Não tem pretinho básico e jeans que não fique mais interessante com um batom vermelho.

Sem falar na onça! Meia calça de brilhos e onça salva qualquer tubinho preto!

Lá dentro, tomando uma Guinness cremosa e ouvindo folk irlandês. Tem clichê que não tem como fugir , pelo contrário, a gente até deseja!

Vestido e meia calça discreta: H&M

Blusa jeans: Primark

Bota: Jones

Mini bolsa: brechó (deve ter uns 7 anos!)

Anel de caveira que nem aparece: Oasis

Vários outros aneis de prata: Lojinha de prata da Glória

Maquiagem salvadora

abril 13, 2011 9 comentários

Sexta passada fui para a Irlanda e o vôo saiu as 6:30 da matina.

Num dos aeroportos mais distantes da minha casa para melhorar.

Isso significa que  sai de casa as 3 da manhã para chegar lá as 5.

Prometi para mim mesma que nunca mais, mas sei que basta surgir uma passagem com o preço inacreditável para um lugar interessante que posso mudar de idéia.

O problema é que junto com o sono, cansaço e a noite mal dormida vem aquela cara de ontem que a gente fica numa situação como esta.

E  eu sempre tenho meu kit sobrevivência de beauté para isso!

Até porque, madrugando ou não para pegar o vôo,viagem sempre bagunça um pouco a vida da gente. Ficamos com horário maluco de comer, dormir e isso pode fica bem claro no rosto cansado.

Coisas que nunca, jamais, neverever faltam na minha bagagem de mão são:

Hidratante facial

Uma base fininha, bem natural ou filtro solar com cor

Corretivo

Touche eclat

Blush rosa

Batom cor de boca

Lip balm

Sombra um tom mais claro que a pele

Rimel leve

Eye roller da Garnier

Coisas que nem sempre levo mais que também são ótimas para desfazer a cara amassada

Agua termal

Bronzing powder

A agua termal nem sempre vai porque é grande demais para ir na bagagem de mão, e como não despacho bagagem para as viagens de final de semana ela fica. Mas para o calorão não pode faltar. O bronzing powder é mais quando estou muito desbotada e quero uma corzinha saudável. Mas tem que ir com muita calma com ele pois se errar a mão fica com cara de Valentino laranjão.

Quanto aos meus essenciais, o hidrantate é algo que uso religiosamente todo dia. Tenho o da manhã e o da noite, mas esse da maquiagem salvadora é o da manhã. Cada um usa o seu, o meu é o dermaox da La Roche, recomendado pela minha dermato. Base discreta, para não ficar parecendo uma boneca as 6 da manhã. Minha mais nova paixão é a Face and Body da Mac. Acho que vale um filtro solar com cor, as vezes substituo pela base. Uso o Anthelios da La roche, mas ele é bem oleoso para o calor do Brasil.  Corretivo, que nunca jamais pode faltar numa situação desta, uso o moisture cover da Mac e reforço ele com o touche eclat.

Blush rosa é a cara da saúde, na minha opinião. Como sou viciada em iluminador, uso o orgasm da Nars que tem brilhos e substitui super bem o iluminador nesse caso.

Sombra um tom mais claro que a pele só para dar um toquezinho final sem ficar com cara de  muito maquiada, assim como o rímel leve. Na minha pele a sombra Brule da Mac faz esse papel muito bem  e o define a lash da Maybelline deixa os cílios mais alongados sem pesar.

Eye roller é o achado da minha vida. Ele não tira as olheiras totalmente , mas o uso constante ajuda muito e é 100% para desenchar o olho e tirar aquela cara de acabei de acordar.  A versão rica dele é o da Clinique. Mas esse faz um bom serviço por metade do preço.

Batom cor de boca e lip balm, mais que indispensáveis, nem precisa dizer muito ! Os meus batons cor de boca preferidos são o Hug me da Mac e o 50 Rouge Coco shine da Chanel que tem um tom mais rosado e lip balm tenho muitos, cada um para um propósito. Alguns com um pouco de cor para serem usados sozinhos, uns mais oleosos para os dias de boca ultra seca, outros mais secos para serem usados embaixo do batom. Quando só posso ter um, como em viagens, geralmente levo o carmex ou o homeoplasmine.

E vocês, tem alguns truques salvadores também?

 

Aeroporto de Gatwick-dicas de free shop

outubro 12, 2010 2 comentários

Acho que muita gente tem dúvidas em relação a compras em Duty frees da vida.

Então resolvi falar um pouco do assunto e mostrar o de Gatwick para vocês. Este aeroporto é o segundo maior de Londres e é disparado o meu preferidíssimo, por ser o mais próximo de casa, ter o tamanho ideal(nem gigante como Heathrow  nem pequeno como o de Vitória, hehehe), não ser o mais lotado e confuso de todos e por ter um bom free shop.

Antes de passar por um pela primeira vez,  fantasiava o tal do free shop de outra maneira completamente diferente.

Mas a verdade é que a maioria dos free shops de cidades turísticas tem praticamente a mesmas coisas.

Eu já disse aqui e repito, perfumes não tem preços bons como pensamos nos free shops, com exceção aos lançamentos. As vezes eles fazem umas promoções de kits com hidratante+perfume que valem a pena também, mas em 90% dos casos é melhor comprar nas lojas normais.

Já maquiagem vale muito a pena, pois como os preços  são na maioria tabelados, o único lugar onde se tem um certo desconto é mesmo no free shop, ou em promoções. Costumo deixar para comprar maquiagem por lá, mas veja bem, eu moro numa cidade onde a maioria das marcas são fáceis de encontrar. Nunca deixarei de comprar um produto muito especial para o free shop que não tem na minha cidade por medo de não encontrar e me deixar na mão. Lembrando que o de São Paulo reserva vários produtos, o que garante um espaço a mais na mala e deixa a compra de última hora segura. Quase sempre encontro os lançamentos de make nos free shops, coleções especiais, e até algumas que já não vendem nas lojas de fora. Outra coisa tranquila de comprar são produtos populares, aqueles que todo mundo procura. Esses costumam nunca faltar. Se liguem também que muita marca faz quantidades especiais só para Duty free. Muitos cremes são vendidos em tamanhos maiores por preços camadaras, assim como os conhecidos sets de maquiagem exclusivos de aerportos. Acho que para quem está começando um kit de maquiagem  esses sets são uma pedida. Um detalhe importante para as brasileiras, até onde sei, Victoria Secret’s só  se encontra nos aerportos londrinos. Não sei bem ao certo quais aeroportos , pois não sou a fã numero um das coisas desta marca mas até pouco tempo só mesmo em Duty free!

É isso gente!

Não tenho mais registros do Gatwick por medo mesmo de ficar lascando foto e ser confundida com uma terrorista, rs! É  engraçado, mas é verdade. No mundo da paranóia a gente vive assim.

Inglot,a nova MAC da minha vida

outubro 11, 2010 2 comentários

Não sei se vocês viram um post da Vic Ceridono do Dia de Beauté sobre esta marca, mas para quem não viu clique aqui e saiba um pouco mais. Bom resumindo, a Inglot é uma marca polonesa que tem um sistema de venda muito bacana. Você cria as próprias palletes, que podem ser de sombra, batom, pó, blush e corretivo. Pode misturar também! E você também pode comprar as maquiagens de maneira unitária, como em qualquer outra loja. É muito legal e tentador. Mas o melhor disso tudo é que eles tem milhares de cores, opção para caramba e o preço é muito muito bom.

Desde que li este post no Dia de beauté fiquei louca para conhecer a loja, mas como estava de passagem marcada para a Polônia achei melhor deixar para conhecer por lá. E gente, que loucura é a Inglot, virei fã número 0.

Acho que a Inglot  será a mais nova MAC da minha vida. Eu amo a MAC , mas para ser bem honesta acabo comprando muita coisa lá por causa do preço. Se compararmos o preço dela com outras marcas tão boas e tradicionais quanto, ela ganha disparado!A qualidade é a mesma, acho que só a embalagem das marcas caríssimas é que dá o diferencial. Impossível  comparar o preço de uma base Lancome como a da MAC, por exemplo. Então a marca canadense sempre ganha, pois qualidade quase sempre é a mesma mas o preço não! Mas depois da Inglot na minha vida, tenho minhas dúvidas de quando gastarei dinheiro numa sombra e um batom MAC. Não testei nada de pele, pois quero fazer isso com calma, pele é mais complicado né gente? Mas se os produtos de pele da marca polonesa forem bons eu vou pedi-la em casamento!rs!

Eu me segurei muito e mesmo assim saí de lá lotada de coisa! O preço na Polônia é melhor do que em qualquer outro lugar por razões óbvias, e  este foi um dos motivos que fez deixar para comprar lá também. Gente, sai com 2 quintentos de sombra, um kit com 1 blush, 5 sombras e 2 batoms, 1 pigmento , 2 delineadores em gel(um não está na foto), e um batom separado(que também não aparece) e dois brindes por 62 libras! Só a sombra unitária da MAC é 12!  Tem noção do que é sair carregada de maquiagem por 62 libras? Amei, amei e amei! E já usei o blush, duas sombras , dois batons e um delineador, todos aprovados. Viu só o desespero da moça? Em 3 dias eu já usei metade das compras, kkk.  E já sei o que dar de Natal para pelo menos metade da minha lista, rs!

Viagens- considerações gerais

setembro 16, 2010 2 comentários

Como prometido, vou começar a fazer posts de viagens aqui no blog. Para isso em breve o layout vai mudar também. Quero que  o novo lay deixe a busca mais prática e a cara do blog mais organizada.  Mas como o tempo é curto e não dá para fazer tudo ao mesmo tempo agora, vou começar com um post sobre o tema pois sem o pontapé incial fica dificíl!

Acho que antes de começar a dar dicas de qualquer lugar, é preciso falar de coisas que servem para qualquer viagem,truquinhos básicos.

Cada um tem um estilo de viagem, e a base de tudo na minha opinião é respeitar isso. Há também viagens e viagens, afinal de contas como comparar uma ida à Paris à um passeio pela Bahia? São coisas opostas.

Eu sou uma viajante que gosta de planejar muita coisa antes por 3 motivos simples: ansiedade, pobreza e falta de tempo.

Ansiedade porque gosto de me preocupar uma vez só com a viagem, que é quando eu compro as coisas necessárias: passagem , hotel, guia etc. O resto do tempo é para curtir, planejar sim mas planejar sonhando e desejando o passeio, sem stress. Por isso, depois que está tudo acertado, eu só relaxo e as pesquisas pré viagem são por pura informação e para alimentar aquele friozinho gostoso na barriga que dá antes de qualquer novidade. E para quê tanto planejamento, por que não deixar para ver o hotel lá, para comprar a passagem uma semana antes, para quê guia? Como eu disse, isso é de cada um. E também depende muito do tipo de viagem. Se eu for para a Caraíva a única coisa que eu preciso é da passagem e do hotel.Não faz sentido comprar um guia, nem planejar milhões de coisas para ficar com a bunda para cima na praia(delícia!) né mesmo? Todo o resto se resolve lá! Mas se você for para Paris sabendo apenas que lá está  a Torre Eiffel e o Louvre, o risco de você deixar de ver muita atração bacana, de pagar mais caro pelas coisas, e perder muito tempo com coisinhas pequenas é grande.  Há também uma grande de chance de você descobrir coisas inesperadas exatamente pela falta de pesquisa e planejamento. Uma mistura dos dois é a melhor pedida. Confesso que lá em casa só tem equilíbrio porque o marido é 100% relax e eu 100% planejada nesse sentido. Um pouco de cada traz o eixo, que costuma virar mais para o lado do  planejamento pois sou eu a “responsável” pelas nossas viagens.

A grande maioria das viagens saem muito mais baratas quando as passagens são compradas com uma certa antecedência. Outra razão do meu planejamento é que muitos  albergues, hoteis BBB e pousadinhas esgotam as vagas logo, e só sobra o caro! Em alta temporada, festivais e feriados então, o quanto antes melhor.Fora o tempão que a pessoa pode perder procurando um hotel sem ter noção de nada. Ainda nesta questão de tempo, se organizar pode render uma boa encomia dele se você  já se sabe qual a estação deve  descer para ir em alguns lugares, o endereço de um restaurante legal, as áreas boas da cidade para badalar, tudo isso facilita a vida, principalmente nas cidades grandes. Por isso gosto de fazer um roteirinho básico, que não precisa ser seguido a risca, mas me dá  idéia do que fica perto de que, o que pode ser  legal e merece a visita ,e o que não faço tanta questão de visitar. Aqui neste Reino, o esquema de férias é bem diferente também, o que incentiva o  planejamento. Você tem um número de dias, que não precisam ser tirados de uma só vez como no Brasil. Como eu trabalho num banco, tem uma regra para os bancos especificamente, que te obriga a tirar pelo menos 10 dias úteis consecutivos.Mesmo assim, tirando 2 dias aqui e dois acolá dá para passear muito, tendo em vista a curta distância entre os países europeus. Por isso tempo é um problema para mim. Pois conhecer uma cidade em 3/4 dias sem planejamento algum é furada. Sabendo pelo menos o que  é prioridade para nós e tendo noção de espaço o tempo fica maior. Pense bem,  voltar de um lugar que você sempre quis conhecer sem fazer uma coisa que sempre desejou é muito chato. Então, na minha humilde opinião, planejar sem pirar é bacana. Não precisa virar uma planejadora compulsiva e fazer planilha tornando a viagem um trabalho, mas pesquisar e ter noção do lugar que irá conhecer faz parte e eu acho que é um passo importante para ter umas férias bem sucedidas.

Agora a questão é, aonde planejar???

Eu uso a internet mais que tudo. Amigos que já foram ou moraram no local sempre dão as melhores dicas. Se for ficar na casa de alguém melhor ainda pois os “locais” sempre sabem tudo que está acontecendo de mais legal! E por fim os guias. Sempre compro um guia que tenha pelo menos um mapa da cidade. Só uso para dica de hospedagem quando não encontro nada a respeito na  net. Lugares muito remotos costumam ser um problema para pesquisa online e os guias salvam neste caso. Também é nele que encontro frases prontas para lugares com idiomas muito complicados, e uma breve explicação histórica sobre as atrações. Geralmente os guias tem  boas dicas de restaurantes, com preços variados.

Costumo comprar sempre os mesmos guias. Uma dica dos que mais uso para vocês:

Guia visual da folha- Esse é o guia basicão, todo mundo que gosta de viajar já teve um na vida. O que eu adoro nele é que além de ler, dá para ver tudo pois tem muitas fotos. As explicações históricas são muito boas, tudo muito bem separado e fácil de entender. Os mapas são bem bons em relação ao dos guias em geral, embora eu sempre faça questão de um mapa mais detalhado do centro da cidade.Mas é um guia para turista, não viajantes. Não tem dicas de restaurantes mais simples, hotéis baratos, albergues, dicas de conhecer o lugar como os moradores , etc. Mochileiros como yo se ferram bonito quando contam somente com ele. Também tem o ponto negativo de ser super pesado e difícil de carregar na bolsa. Apesar de tanto ponto negativo eu tenho muitos guias desta linha pois como costumo pesquisar e reservar algumas coisas com antecedência, acabo tendo um guia para ler um pouco mais da história dos lugares, para ter mapas, e algumas informações práticas que precisamos quando estamos no lugar, e nisso ele é bom. As fotos também são um ponto a mais para ele. Tem em português.

Rough guide-  Ótimo guia. Os únicos pontos negativos dele é que quase não tem mapas e fala pouco de história. Mas acho que este guia consegue abranger bem todos os tipos de dicas,de mochileiros à turistas. Tudo muito resumido mas bem completo. É um guia que gosto de comprar quando não planejei quase nada (oi Bergen!) e preciso de todo tipo de dica concentrada.Tem em português.

Lonely planet- o queridinho dos mochileiros! Ele tem mapas e mais mapas, dicas miseravonas, e muita informação para quem quer conhecer o lugar como viajante e não turista. Eu tive uma experiência ruim pois meu único guia deles foi o da Tailândia e achei que faltou muita coisa nele. Depois li umas críicas descendo a lenha nesta esdição. Serviu demais, pois apesar de ter pesquisado muito e saber como me comportar, aonde ir e aonde não ir, etc. nós deixamos para reservar hotéis e comprar algumas passagens lá por ser melhor financeiramente e por querer relaxar também, então para isso ele quebrou um galhão. Mas os mapas são ruins e achei que eles se apegam tanto nas informações práticas, dicas de sobrevivência e tals que esquecem de outras coisas essenciais como a história do local por exemplo. Mesmo assim ainda vou arriscar um outro qualquer dia. Inacreditávelmente, um dos guias mais famosos do mundo não tem em português. Se alguém souber que tem me avisa!

Top 10- É um guia reduzido do visual da  Folha contendo os 10 mais de tudo do local. É pequeno, fino e prático. Como é uma espécie de mini guia não dá para esperar grandes explicações e informações dele. Mas cumpre muito bem a proposta de resumão.

Busca online:

Europa de Mochila-comunidade do orkut: Sei que o orkut anda esquecido, mas para viagens na Europa esse é o lugar de melhores dicas. A comunidade é muito organizada e conta com um grupo fiel que sempre ajuda com dicas assim como os puxões de orelha em quem sai abrindo tópicos repetidos e fazendo perguntas sem pesquisar. A dica aqui é fazer pesquisa antes de qualquer coisa pois os assuntos mais batidos já tem resposta e informação suficiente!

Dicas imperdíveis de viagem-comunidade do orkut: outra comunidade no orkut que tem dicas muito muito boas! O foco é diferente da comunidade anterior pois eles dão dicas mais “adultas”  e não tão focadas no preço barato das coisas, mas tudo muito acertivo. Também tem o mesmo esquema de super organização da Europa de Mochila, e apesar de ser chato é isso que faz ammbas comunidades um sucesso. As informações ficam concentradas e fáceis de encontrar.

Tripadvisor: Excelente para saber sobre hotéis, agência de viagens e Cia aéreas. Eles tem fóruns e opiniões de quem já foi e tem algo a dizer. Dificilmente eu reservo um hotel sem conferir lá antes. Tem algumas versões, eu naturalmente costumo usar a do Reino Unido.

The world walkers:Uma espécie de site de relacionamentos voltado para viagem. Como ainda está começando não tem sobre toooodos os lugares do mundo mas tudo é bem detalhado pois você faz um diário de bordo, contando o que fez dia por dia. Muito bom!

Bloguesfera: Tem muito blog de viagem por aí. É difícil indicar um, pois existem muitos que foram criados na empolgação para uma viagem dos sonhos e nunca mais recebeu updates, ou gente que desiste no meio do caminho, mas as dicas ficam lá para sempre. Mas um bom começo é o exblog agora site Viaje na viagem.

Google: pai dos burros do mundo moderno.

É isso gente! O texto ficou enorme e por isso nem vou colocar fotos.Aliás, os posts de viagem serão sempre grandinhos mesmo. Espero que gostem!

ps: este post é programado, estou na estrada! Se por acaso algum comentário ficar aguardando moderação é só esperar um pouquinho que quando voltar liberarei!

Categorias:Viagem